• Entre em contato conosco: +55 (11) 4111-1353
Acompanhe-nos!
image

Qual a diferença entre tarifadores e sistemas de T. E. M.?

Bem conhecidos e usados nas empresas, os tarifadores telefônicos já desempenharam um papel importante no controle de custos em telefonia, e quando se fala em gestão de gastos nessa área, são eles que geralmente vêm à lembrança. Porém, com os avanços da tecnologia surgem novos sistemas capazes de oferecer vantagens com relação aos tarifadores: atualmente os sistemas de T.E.M. (Telecom Expense Management) dispensam a utilização desses. Mas quais as diferenças?

image

4G tem crescimento recorde no País em abril

O mercado brasileiro de Serviço Móvel Pessoal (SMP) fechou abril praticamente estável na comparação com março, de acordo com dados divulgados pela Anatel nesta terça-feira, 20. O destaque novamente vai para o mercado de 4G, que mostrou crescimento líquido mensal recorde. Por outro lado, os acessos de terceira geração não compensaram as desconexões da base 2G no período, e a base de terminais de dados observou a maior queda desde 2012.

image

Uma nova tendência, BYOD - Bring your own device

Bring Your Own Device (BYOD) é, basicamente, a utilização pelo funcionário de seus próprios dispositivos– smartphones, tablets, notebooks – no ambiente de trabalho. Essa é uma tendência apontada por várias empresas de pesquisa em tecnologia da informação e que promete trazer benefícios para empregadores e empregados. Ainda assim, nos encontramos em um momento inicial do debate sobre o modelo.

Senadores estão preocupados com possível "apagão de telefonia" nos estádios

O presidente da CCT, senador Zezé Perrella (PDT-MG), comentou a declaração do ministro das Comunicações, na segunda-feira, 12, de que seis estádios ficarão com o serviço de telefonia comprometido. Segundo o senador, no caso do Mineirão, o que impediu a instalação das antenas foi o fato de os administradores do estádio quererem cobrar das empresas R$ 10 mil por mês pelo aluguel de um espaço, em vez dos R$ 2 mil oferecidos.

image

Contestar as faturas de telefonia é necessário, mas como saber onde estão os problemas?

Você tem alguma ideia de quanto dinheiro sua empresa pode estar jogando fora por causa de cobranças indevidas em telefonia? Talvez alguns dados ajudem a entender essa questão. Começamos com um exemplo simples: só no ano passado o setor de telecomunicações superou o bancário e passou a liderar o ranking de reclamações no Procon de São Paulo. Foram 75.401 registros, 13,18% a mais que em 2012.

Lucro líquido da Telefônica/Vivo cai 18,4% e fecha março em R$ 660,8 milhões

Os resultados financeiros do primeiro trimestre de 2014 da Telefônica/Vivo registraram, mais uma vez, aumento de receita, mas queda no lucro líquido. É um quadro que vem se repetindo na comparação anual entre trimestres nos últimos balanços. Ao final de março, o lucro líquido da companhia somou R$ 660,8 milhões, queda de 18,4% em relação ao primeiro trimestre do ano anterior, impactado por esforços de melhoria do desempenho do negócio fixo, do aumento da base móvel e maiores despesas financeiras.