• Entre em contato conosco: +55 (11) 4111-1353
Acompanhe-nos!

Apple começa a barrar apps que violam privacidade de usuários

A Apple começou esta semana a rejeitar o desenvolvimento de aplicativos que acessem os UDIDs (códigos de identificação únicos de cada iPhone e iPad) para recolher informações dos aparelhos de usuários. A decisão da empresa se dá em meio a crescentes protestos do Congresso norte-americano e da mídia global sobre questões relacionadas à invasão de privacidade.

O UDID é um código alfanumérico único existente em cada aparelho da Apple, que armazena desde dados simples, como pontuações de jogos, até informações mais complexas relativas ao comportamento e ao histórico de navegação do usuário. Com isso, o UDID pode ser uma ferramenta útil para rastrear o comportamento do consumidor. Com o agravante de que, ao contrário dos cookies existente em navegadores comuns, que podem ser apagados, o UDID é permanen

TIM criará serviços de nuvem para empresas, com apoio de sua infraestrutura de fibra ótica

A TIM pretende se tornar uma competidora forte na promissora área de serviços em nuvem, com o TIM Cloud. O serviço, voltado ao mercado corporativo, se apoia na infraestrutura da TIM Fiber, união da Intelig com a Atimus, empresa comprada da AES Eletropaulo, no ano passado.

De acordo com Mauricio Cascão, diretor de inovação tecnológica da TIM, o interesse da companhia nesta área deve-se ao potencial de crescimento da demanda por serviços prestados sem a necessidade de uma infraestrutura física no escritório do cliente. “O cloud depende muito da banda larga, cuja qualidade está melhorando. Por isso, a penetração destes serviços tende a continuar crescendo”, afirma.

Segundo Cascão, tudo indica que a vend

Banda larga móvel cresceu cinco vezes mais que a fixa no Brasil, segundo estudo

Em 2011, o número de acessos de banda larga móvel no país praticamente dobrou (99,5%) em relação ao ano anterior, saltando de 20,6 milhões para 41,1 milhões. Esse desempenho é cinco vezes superior ao registrado pela Internet fixa, que durante o mesmo período teve seu número de acessos ampliado em 19,5% e aumentou sua base de 13,8 milhões para 16,5 milhões. Os números, divulgados nesta terça-feira, 20, são do “Balanço Huawei da Banda Larga 2011”, foram consolidados pela Huawei em parceria com a consultoria Teleco.

Interessante observar também que a quantidade de dispositivos de dados móveis no Brasil já havia ultrapassado a de dados fixos em 2010 (20,6 milhões contra 13,8 milhões), porém em 2011 passa a representar mais do que o dobro da base fixa (41 milhões ante 16,5 milhões).

AOTMP - Annual Conference (EUA)

Em fevereiro deste ano aconteceu a AOTMP - Annual Conference, em Orlando, e a Guiando Telecom esteve lá. Visto como o principal evento americano de Telecom Expense Management (T.E.M.), e como os únicos participantes da América Latina fomos em busca de benchmarking no país referência nesse tema. Uma constatação importante foi a maturidade das corporações, que incorporaram o T.E.M. como uma ferramenta não só de redução de custos, mas de controle e gestão de todos os recursos que envolvem Telecomunicações. Processo de maturação já introduzido no Brasil, mas ainda em estágio inicial. Os processos e as ferramentas dos fornecedores de T.E.M. no Brasil estão muito alinhados com o que tem sido praticado nos Estados Unidos e Canadá. Práticas como o MDM (Mobile Device Management), que já estão mais desenvolvidas por lá, e para emplacarem por aqui dependem principalmente da evolução do nosso mercado que ainda n

Telecom é quarto lugar no ranking 2011 de reclamações do Idec

Com 12,93% de atendimentos no Idec, o setor de telecomunicações assumiu em 2011 o quarto lugar no ranking da ONG. Tanto na telefonia móvel, telefonia fixa, internet e TV por assinatura, o principal problema foi a interrupção do serviço, seja por falta de sinal ou por outras falhas. No caso da banda larga foram registradas muitas queixas sobre a velocidade do serviço abaixo da contratada e, na telefonia fixa, as cobranças indevidas. Os demais assuntos, classificados como “outros”, somaram 39,99% das orientações realizadas. Nesta categoria se destacaram as demandas sobre os direitos do consumidor idoso, guarda de documentos, imóveis e lazer. Após onze anos consecutivos de liderança, a área de planos de saúde (16%) perdeu a posição para o setor financeiro (16,6%), que assumiu a primeira colocação entre os assuntos com maior número de atendimentos realizados pelo Idec no ano passado. Em terceir

Serviços da Telefônica passam a se chamar Vivo a partir de abril

A Telefônica divulgou em seu site nesta sexta-feira, 2, a mudança do nome de seus serviços de telefonia fixa, Internet e TV por assinatura no Brasil para “Vivo”. O fato já era especulado no mercado antes mesmo do grupo espanhol adquirir 100% da Vivo, no final de 2010. A novidade é que agora a alteração das marcas é oficial e já tem data para acontecer: 15 de abril próximo. A partir desse dia, o serviço de telefonia fixa da Telefônica passará a se chamar “Vivo Fixo”; o Telefônica 15 será renomeado de “Vivo 15”; o Speedy ganhará o nome de “Vivo Speedy”; a Telefônica TV Digital passará a ser “Vivo TV”; o serviço de banda larga fibra óptica será batizado de “Vivo Speedy Fibra”; o AJato, produto de banda larga da TVA, também se chamará “Vivo Speedy”; assim como a própria TVA (empresa de TV por assinatura adquirida pela Telefônica), cujo nome será “Vivo TV”; bem como o serviço de fibra TV, que se chamará “Vivo TV Fibra”. Convergência parcial Neste primeiro momento, a principal mudanç