• Entre em contato conosco: +55 (11) 4111-1353
Acompanhe-nos!

Serviços em tempo real permitem ao internauta ver e ser visto no Ano-Novo e nas férias

[caption id="attachment_260" align="alignleft" width="150" caption="Ano Novo"]Ano Novo[/caption] Para as pessoas que querem mostrar em plena noite de Ano-Novo a sua comemoração aonde quer que estejam ou os melhores momentos das férias, a internet tem programas gratuitos que podem transmitir mensagens de texto, som e vídeo em tempo real a partir do PC ou aparelho celular. Um dos mais famosos para gravar vídeos é o Qik. O usuário cadastra seu telefone e e-mail e recebe por uma mensagem de texto um link para baixar o aplicativo que permite o acesso. No e-mail indicado, o internauta recebe uma mensagem com link para clicar e confirmar o cadastro. Automaticamente é criada uma página que vai hospedar todas as transmissões já feitas. Logo no cadastro há uma lista para selecionar o modelo do aparelho, já que nem

Agência propõe alteração nos regulamentos de três serviços

[caption id="attachment_254" align="alignleft" width="150" caption="Anatel"]Anatel[/caption]

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) abriu hoje a Consulta Pública 47, que propõe alteração do Regulamento do Serviço Telefônico Fixo Comutado (STFC), aprovado pela Resolução 426, de 9 de dezembro de 2005, do Regulamento do Serviço Móvel Pessoal (SMP), aprovado pela Resolução 477, de 7 de agosto de 2007, e do Regulamento de Proteção e Defesa dos Direitos dos Assinantes dos Serviços de Televisão por Assinatura, aprovado pela Resolução 488, de 3 de dezembro de 2007.

A proposta em consulta visa a incluir, nos três regulamentos, I - direito do usuário a ter acesso ao conteúdo das gravações das chamadas por ele efetuadas à central de informação e de atendimento ao usuário da prestadora; e

Anatel publica consulta para operadores virtuais e banda H

[caption id="attachment_248" align="alignleft" width="120" caption="Serviços Móveis"]Serviços Móveis[/caption] A Anatel publicou nesta terça, dia 22, a consulta pública para o Regulamento sobre Exploração de Serviço Móvel Pessoal por meio de Rede Virtual (RRV-SMP). Trata-se do regulamento quie disciplinará o mercado de operadoras virtuais (conhecidas como MVNOs em outros países). Em linhas gerais, o regulamento proposto estabelece que o serviço de RRV-SMP (MVNO), é prestado por uma empresa credenciada sobre uma rede de uma empresa de SMP (chamada de prestadora origem). A empresa prestadora do serviço de RRV se credencia junto à Anatel, assim como a prestadora origem (detentora da rede) também deve se habilitar junto à Anatel para dar suporte ao serviço. A c

Anatel investiga prestação irregular de telefonia pela A.Telecom

[caption id="attachment_240" align="alignleft" width="120" caption="Telefônica"]Telefônica[/caption] Um caso inédito no setor de telefonia fixa tem agitado os bastidores da Anatel nos últimos meses e pode provocar uma mudança sensível na forma como as concessionárias de telecomunicações prestam serviços para clientes corporativos. O problema envolve uma das empresas do Grupo Telefônica. A fiscalização da agência constatou que a A.Telecom, antiga Atrium, está prestando serviços que iriam além do permitido pela sua licença de Serviço de Comunicação Multimídia (SCM). A A.Telecom foi flagrada celebrando contratos de oferta de telefonia fixa para clientes coorporativos que violam as regras do setor de telecomunicações. O caso foi classificado como "prestação clandestina de STFC" pela agência. Sob a ó

Embratel estuda abertura de capital.

 
 
  [caption id="attachment_233" align="alignleft" width="120" caption="Embratel estuda abertura de capital."]Embratel estuda abertura de capital.[/caption] Em comunicado enviado à CVM na última terça-feira, 15, a Embratel Participações informa que vai contratar estudos para avaliar a viabilidade da incorporação da companhia por sua controlada, a Embratel SA. Caso o projeto se mostre viável, a empresa informa que a implementação da operação ficará sujeita à abertura de capital da Embratel. O conselho de administração autorizou a companhia a apresentar pedido de anuência prévia à Anatel. "A apresentação do pedido de abertura de capital da Embratel somente deverá ser formalizada à Comissão de Val

Comissão do Senado aprova indicação de Jarbas Valente por unanimidade.

[caption id="attachment_229" align="alignleft" width="300" caption="Sucessão ANATEL."]Sucessão ANATEL.[/caption] O engenheiro Jarbas Valente teve sua indicação para o Conselho Diretor da Anatel aprovada por unanimidade na Comissão de Infraestrutura (CI) do Senado Federal nesta terça-feira, 15. Jarbas Valente foi o primeiro a ser sabatinado pela CI, que analisará mais duas indicações para autarquias públicas além do nome para a Anatel. Em sua apresentação para os senadores, o atual superintendente de Serviços Privados da Anatel destacou a necessidade de a agência investir na melhoria da qualidade dos serviços prestados e ampliar a atenção com relação ao consumidor. "O consumidor é o elo mais importante na cadeia de prestação de serviço de telecomunicações", afirmou o candidato ao comand

Anatel quer permitir que operadoras móveis compartilhem redes

[caption id="attachment_210" align="alignleft" width="225" caption="Operadoras podem compartilhar antenas"]Operadoras podem compartilhar antenas[/caption] No próximo ano, o ramo de telefonia móvel pode passar por uma drástica mudança com relação à construção e gestão das redes. A Anatel planeja permitir que as operadoras móveis construam redes inteiras (e não apenas infraestrutura física) em parceria, dividindo custos e gestão dos serviços. O assunto foi tema da 7ª reunião do grupo de acompanhamento da prestação do SMP, realizada nesta quinta-feira, 3. Este grupo está instalado na Anatel desde o Leilão do 3G e acompanha periodicamente o cumprimento dos compromissos firmados pelas operadoras na licitação e a qualidade dos serviços prestados. A ideia de permitir