• Entre em contato conosco: +55 (11) 4111-1353
Acompanhe-nos!

Capacidade para Copa e Olimpíadas está garantida, dizem operadores

Não faltará capacidade satelital para a transmissão da Copa do Mundo de Futebol de 2014 e dos Jogos Olímpicos de 2016, a serem realizados no Brasil. Essa é a opinião dos operadores de satélite que participaram de painel do congresso da SET nesta quinta-feira, 25, em São Paulo. Segundo Jurandir Pitsch, da SES News Skies, serão lançados em 2011 seis satélites com cobertura do Brasil. Em 2012, outros cinco estão programados para lançamento, e em 2013, outros três estão previstos. “A minha avaliação é que não haverá gargalo do ponto de vista de satélite, nem mesmo para as Olimpíadas do ano que vem, em Londres”, diz Pitsch. Segundo o executivo, a demanda por banda Ku continua forte, mas a demanda por banda C tem crescido em ritmo menor. “Além disso, a Anatel ofertou quatro novas posições orbitais”, lembra. Edson Meira, da Telesat, afirmou que não acredita nos rumores que circulam sobre um apagão de satélite. “Essa preocupação de falta de capacidade é infundada. A

Pesquisador diz que dispositivos móveis superam a TV como mídia mais importante

Apenas 4% a 5% das pessoas que usam PCs hoje precisam realmente deles. Para as demais, os computadores serão gradualmente substituídos por dispositivos móveis, como smartphones e tablets. Esta é uma das tendências apontadas pelo pesquisador Jeff Cole, da UCLA e da USC Annenberg School of Communication & Journalism. Cole coordena a pesquisa World Internet Project, que há 11 anos coleta informações sobre os hábitos de consumo de mídia de pessoas em 34 países, seguindo em média 2 mil pessoas em cada país. Ele disse a esta reportagem que nos últimos dois anos os dispositivos móveis vêm superando a TV como mídia mais importante para as pessoas. "O celular está passando do segundo ao primeiro lugar entre os dispositivos que as pessoas julgam mais relevantes", conta. Os tablets, diz, têm diversas vantagens em relação ao PC, como o tempo de boot, a curva de aprendizado ("pense em quanto tempo você precisa para ensinar sua avó a usar o computador", brinca) e a in

Por US$ 8,2 milhões, Anatel contrata consultorias que elaborarão modelo de custos

A Anatel assinou nesta quinta-feira, 23, o contrato com o consórcio vencedor da licitação promovida pela UIT para a elaboração do modelo de custos. A proposta do consórcio vencedor, formado pela consultoria espanhola Advisia e pelas inglesas Grant Thorton e Analysys Mason, foi a melhor entre outras seis. O contrato é de US$ 8.222.369,00 e tem duração de dois anos. A licitação foi feita pela UIT, mas os recursos são brasileiros. De acordo com o gerente geral de comunicação pessoal terrestre, Bruno Ramos, a partir do término do contrato, em 2013, a Anatel deverá continuar o trabalho sem a ajuda das consultorias. “Acreditamos que haverá uma construção de recursos humanos que possam carregar isso depois”, disse ele. Ramos explica que o modelo de custos é uma ferramenta que permitirá à Anatel conhecer com precisão os custos das empresas e, com isso, aperfeiçoar seus regulamentos. Já há previsão legal para que a Anatel defina as tarifas do EILD e das interconexões (V

TIM reconquista vice-liderança em telefonia móvel no Brasil

Três anos após perder a segunda posição para a Claro, a TIM anunciou nesta terça-feira, 23, a retomada da vice-liderança do mercado de telefonia móvel no Brasil. A operadora, que havia ocupado o segundo lugar do ranking entre 1998 e 2008, somou 1,287 milhão de adições líquidas em julho, que elevaram sua participação no mercado para 25,78%, segundo dados divulgados pela Anatel. Com isso, a TIM dispõe de 56.811.635 acessos móveis, cerca de 609 mil linhas a mais que a Claro, que agora ocupa a terceira posição da lista liderada pela Vivo, com 65.066.325 acessos (29,35%). A Oi segue em quarto lugar, com 41.357.677 (18,85%). Estratégia A volta ao segundo lugar do ranking marca a consolidação do Liberty e, sobretudo, do Infinity, uma estratégia comercial iniciada pela TIM em 2009 e que trouxe inovações de tarifação significativas ao mercado brasileiro. “Em ‘share’ de valor, a TIM já era a segunda do ranking. Mas a retomada à segunda posição em número de usuários só co

Produção do iPad 3 deve ser iniciada em outubro

A Apple está trabalhando com fornecedores de componentes e com sua fabricante terceirizada na Ásia para iniciar a produção experimental da nova geração do iPad a partir de outubro, segundo informa o The Wall Street Journal. A fabricante americana já teria encomendado alguns componentes-chave para o novo tablet, como chips e telas de cristal líquido, com o objetivo de iniciar as vendas do iPad 3 no começo do ano que vem. Segundo revelou um fornecedor de componentes, a Apple encomendou peças suficientes para montar cerca de 1,5 milhão de iPads no quarto trimestre. Entre as mudanças esperadas para o novo iPad estão a tela com maior resolução, de 2048x1536, contra a de 1024x768 do iPad 2. Os fornecedores disseram ainda que a Apple encomendou componentes para um dispositivo com tela de 9,7 polegadas, mesmo tamanho das versões anteriores. Fonte: Teletime

TIM estende Infinity à sua base de telefonia fixa

A TIM anunciou nesta quarta-feira, 17, o serviço “Infinity 41”, estendendo o conceito Infinity também aos seus assinantes de telefonia fixa residencial. Com o pacote, as ligações de longa distância nacional e internacional, de fixo para fixo, por meio do código 41, deixarão de ser tarifadas por tempo e custarão R$ 0,41 (sem impostos), independente do tempo que durar a chamada. O Infinity 41 possui ainda uma taxa única de uso mensal do serviço de R$ 4,99, cobrada na primeira ligação do mês. A taxa funciona como uma mensalidade, mas o cliente só paga no mês que houver uso do serviço. Estratégia Infinity O lançamento faz parte de uma estratégia comercial iniciada no final de 2009, quando a TIM lançou o Infinity (plano de tarifação por chamada, não mais por minutos) para sua base móvel de voz. Pouco depois, em fevereiro de 2010, a TIM estendeu a oferta aos serviços de torpedos (SMS ilimitados por dia de uso, ao custo fixo de R$ 0,50). A estratégia se mostrou acerta

Anatel faz apresentação ao Cade, SDE e SEAE sobre PGMC

A Anatel apresentou formalmente ao Cade nesta terça, 16, as regras propostas no Plano Geral de Metas de Competição (PGMC). Participaram da reunião, Carlos Emmanuel Ragazzo, conselheiro do Cade, e técnicos da Secretaria de Direito Econômico (SDE) do Ministério da Justiça e da Secretaria de Acompanhamento Econômico (SEAE) do Ministério da Fazenda. Do lado da Anatel, participaram José Alexandre Bicalho, assessor especial da presidência da agência, o conselheiro João Rezende e seu assessor Carlos Baigorri. “Nós esperamos que com esse debate aqui possam surgir ideias para o aperfeiçoamento da proposta”, disse o conselheiro João Rezende. A Anatel está realizando uma rodada de reuniões para apresentar a proposta a diferentes órgãos relacionados ao assunto. Segundo Bicalho, o PGMC já foi apresentado ao SindiTelebrasil e a algumas empresas. Para próxima semana, estão previstas reuniões com o Procon, o DPDC, Minicom e outros órgãos. A proposta do PGMC submetida à consult