• Entre em contato conosco: +55 (11) 4111-1353
Acompanhe-nos!

Operadoras discordam sobre motivo da baixa utilização de SVA no celular

A falta de conhecimento sobre conteúdo no celular e o medo de levar um susto com a conta no final do mês são os fatores que impedem o crescimento dos Serviços de Valor Adicionado (SVA) no Brasil, na opinião de Gustavo Alvim, gerente de conteúdo e aplicações da Oi. Segundo o executivo, apenas 10% das vendas de aparelhos da Oi são de smartphones e 80% dos smartphones do mercado não tem pacotes de dados, cenário que contribui para a baixa penetração dos SVAs. Para fazer com que o usuário experimente os SVAs, a Oi disponibiliza dois meses gratuitos nos pacotes de dados para smartphones. "A principal questão é a falta de previsibilidade de quanto o cliente vai gastar", afirma Alvim. A mesma opinião é compartilhada por Fabrício Bloise presidente da Movile: "O usuário pré-pago fica muito frustrado quando vê que o peço do tráfego de dados é maior que o preço do conteúdo", afirma. Alexandre Fernandes, diretor de produtos e serviços da Vivo, entretanto lembrou que a operadora adota uma estratégia diferente para estimular o uso de SVAs, que é a não cobrança do tráfego de dados utilizados para alguns destes serviços. Além disso, na visão dele, o preço não é determinante para este cenário de baixa adoção. "Não conheço nenhum ex-usuário de planos de dados", afirma. Já a Claro tem procurado reformular seus planos, criando alternativas para que mesmo os clientes de baixa renda possam usar SVA. Inclusive, Fiamma Zarife, diretora de SVA da Claro, apresentou um dado que diverge do dado de mercado mostrado por Alvim da Oi. Na Claro, 80% dos smartphones vendidos saem com pacotes de dados. "Os preços vêm caindo. Hoje temos pacotes de 10 Mb por R$ 9,90", afirma. Os executivos participaram do 9º Tela Viva Móvel que acontece até quinta-feira, 20, em São Paulo, e é organizado pela Converge Comunicações.  Fonte: Teletime

TWM - Telecom Web Manager

Comentários

Comente você também