• Entre em contato conosco: +55 (11) 4111-1353
Acompanhe-nos!

Oi registra piora nos resultados financeiros e prejuízo em 2009

cifraoA Tele Norte Leste Participações (TNLP), controladora da Oi, fechou 2009 com prejuízo líquido de R$ 436 milhões. O resultado negativo foi atribuído a despesas não recorrentes, ao impacto do lançamento de serviços em São Paulo e à "distorção fiscal devido à amortização/aproveitamento de ágio". Em 2008, somando os resultados da empresa e da antiga Invitel, então controladora da Brasil Telecom, o lucro do líquido do grupo fora de R$ 1,087 bilhão. A maior parte do prejuízo da TNLP se concentrou no quarto trimestre de 2009, quando o resultado negativo foi de R$ 365 milhões. Para efeito de comparação, todos os números de 2008 estão incluindo os resultados da Invitel. A receita líquida em 2009 permaneceu praticamente estável em relação a 2008, caindo apenas 0,2%, de R$ 29,95 bilhões para R$ 29,88 bilhões. No quarto trimestre, o faturamento líquido do grupo foi de R$ 7,54 bilhões, 1,7% a menos que os R$ 7,67 bilhões do mesmo período de 2008. O maior crescimento em receita da companhia foi no segmento de dados, cujo faturamento subiu 17,9% de 2008 para 2009, passando de R$ 7,35 bilhões para R$ 8,67 bilhões. A maior queda, por sua vez, foi registrada na área de telefones públicos, cuja receita baixou 23,3%, caindo de R$ 1,13 bilhão para R$ 868 milhões. A receita nos demais serviços de telefonia fixa também diminuiu na comparação entre os dois anos. Enquanto isso, o faturamento com telefonia móvel cresceu 16,5%, atingindo R$ 9,88 bilhões em 2009. O Oi Paggo, cartão de crédito da Oi, e o Oi TV, sua TV por assinatura via satélite, foram classificados como "outros serviços" no balanço. As receitas nesse quesito caíram de R$ 440 milhões em 2008 para R$ 368 milhões em 2009. Vale lembrar que a TV por assinatura da Oi ainda não existia em 2008, tendo sido lançada no terceiro trimestre do ano passado. O que existia no ano passado era apenas o serviço de IPTV da Brasil Telecom, disponível em poucas cidades. O Ebitda do grupo caiu 3,9% em 2009, baixando de R$ 10,25 bilhões para R$ 9,86 bilhões. A margem Ebitda, que fora 34,2% em 2008, baixou para 33% no ano passado. No quarto trimestre, a companhia registrou Ebitda de R$ 2,37 bilhões, o que representa uma queda de 3,1% frente ao mesmo período do ano anterior. A margem no último trimestre foi de 31,4%, apenas 0,5 ponto percentual menor que um ano antes. O Capex do grupo em 2009 totalizou R$ 5,1 bilhões, cerca de 30% menor que aquele realizado em 2008. Um pouco mais da metade (R$ 2,68 bilhões) foi investida na rede fixa. E o restante (R$ 2,43 bilhões), na rede móvel. Ao fim de dezembro passado, a TNLP registrava uma dívida líquida de R$ 21,89 bilhões. O valor é 77,2% superior à a dívida líquida existente 12 meses antes, quando era de apenas R$ 12,35 bilhões. O aumento da dívida está relacionado à compra da Brasil Telecom e aos esforços de integração entre as duas companhias. A dívida líquida atual equivale a aproximadamente 2,2 vezes o Ebitda anual da empresa. Fonte: Teletime

TWM - Telecom Web Manager

Comentários

Comente você também