• Entre em contato conosco: +55 (11) 4111-1353
Acompanhe-nos!
image

Apple e IBM se unem para disputar mercado de apps corporativos

O uso cada vez maior de dispositivos pessoais como smartphones e tablets no ambiente de trabalho, que culminou no fenômeno chamado de BYOD (do inglês "bring your own device", ou traga seu próprio dispositivo), tem intensificado a corrida de empresas como Apple e IBM, que firmaram parceria para disputar o crescente mercado de apps corporativos.

As duas empresas lançaram até agora 22 aplicativos específicos para iPhone, iPad e Apple Watch voltados para as indústrias de aviação, bancos, telecomunicações, produtos industriais, saúde e varejo. Em uma entrevista recente ao site MarketWatch, a IBM disse, inclusive, que está num bom caminho para alcançar sua meta de desenvolver até cem aplicativos corporativos até o fim deste ano.

Especialização é a palavra de ordem usada por elas para tentar conquistar mais clientes corporativos e se diferenciar de concorrentes como Microsoft e BlackBerry, que também estão concentrando o foco em grandes clientes corporativos, mas por meio da oferta de apps na nuvem e recursos de segurança.

Um dos aplicativos destacados pela IBM é o que ajuda comissários de bordo remarcar voos para passageiros de voos atrasados e pilotos a calcular a quantidade de combustível necessária para determinada rota. "As aplicações têm sido muito bem recebidas", afirmou ao site Katharyn White, vice-presidente de marketing da unidade IBM Global Services e chefe do consórcio Apple-IBM.

Segundo a executiva, uma vantagem competitiva é que a empresa é capaz de projetar aplicativos para casos de uso específicos, aproveitando as características específicas de hardware da Apple — como o recurso de videoconferência FaceTime, por exemplo. Katharyn disse que os aplicativos são projetados para "abordar um ponto crítico da indústria", com o objetivo de capacitar os funcionários a completar suas tarefas de forma mais eficiente. "Imagine uma suíte de aplicativos para uma função específica", disse ela.

Embora Katharyn não cite declaradamente, outra vantagem competitiva é a marca Apple. Um estudo com 500 profissionais de tecnologia da informação, divulgado esta semana pela Spiceworks, comunidade online para profissionais de TI, revela que o iOS já é o sistema operacional móvel mais amplamente utilizado pelas empresas americanas. Oitenta e um por cento disseram ter dispositivos móveis equipados com o iOS em operação na empresa, na comparação com 77% de dispositivos com o Android, do Google.

A Apple e IBM também estão se preparando para um aumento do uso de aplicativos corporativos em wearables (dispositivos vestíveis), tendo já desenvolvido vários deles para o relógio inteligente Apple Watch. Estudo da IDC projeta que os aplicativos específicos para indústrias responderão por 17% de todos os aplicativos em 2019, contra apenas 10% no final de 2014.

"Apps wearables serão implantados para tratar fluxos de trabalho específicos", explicou John Jackson, vice-presidente de pesquisa de plataformas móveis e conectados da IDC. Ele prevê que o Apple Watch irá responder sozinho por dois terços do mercado wearable neste ano. "O Apple Watch está prestes a definir um padrão para o mercado", disse ele.

Fonte: Teletime

 

TWM - Telecom Web Manager

Comentários

Comente você também