• Entre em contato conosco: +55 (11) 4111-1353
Acompanhe-nos!
image

Banda larga móvel no Brasil é a 2ª mais barata entre 15 países, diz SindiTelebrasil

Na banda larga móvel, o Brasil é o segundo país com o serviço mais barato entre 15 analisados pela consultoria Teleco a pedido do SindiTelebrasil. O estudo tem o objetivo de contrapor levantamento semelhante realizado anualmente pela UIT. A diferença é que o estudo da UIT considera os preços homologados pela Anatel, que, na prática, são os preços máximos que as empresas estão autorizadas a praticar. O Teleco, através de pesquisa nos sites das empresas líderes dos 15 países, considera os preços efetivamente praticados.

O resultado é que na banda larga móvel pré-paga – considerando os planos 300 MB como os de entrada para o serviço – o preço do Brasil (US$ 5,30) é o segundo mais barato, atrás apenas da Índia, que cobra US$ 1,70 pelo mesmo plano. Pela metodologia da UIT, o preço do Brasil seria de US$ 35,80. Japão e a Coreia não entraram nesse levantamento por não oferecerem planos de banda larga móvel pré-pago. A Argentina também não entrou por oferecer apenas planos pré-pagos por dia de utilização.

"Achamos que isso é algo acessível, já que temos 147 milhões de acessos de banda larga móvel pré-paga", comenta o presidente-executivo do SindiTelebrasil, Eduardo Levy.

Na banda larga móvel pós-paga – em que o plano considerado de entrada foi o de 500 MB – o Brasil não ficou tão bem posicionado. Entre os 15 países analisados, o Brasil foi o sétimo mais caro, com o preço médio de US$ 11,60.

Banda larga fixa

O estudo também pesquisou o preço praticado para a banda larga fixa. Nesse caso, o plano considerado de entrada foi com franquia de 1 GB com velocidade mínima de 1 Mbps. Pela metodologia da UIT, o preço praticado no Brasil seria de US$ 17,80, enquanto que na pesquisa do Teleco o preço encontrado foi de US$ 13,20, o que coloca o País como o terceiro mais barato.

Fonte: Teletime

TWM - Telecom Web Manager

Comentários

Comente você também