• Entre em contato conosco: +55 (11) 4111-1353
Acompanhe-nos!
image

Qual a diferença entre tarifadores e sistemas de T. E. M.?

Bem conhecidos e usados nas empresas, os tarifadores telefônicos já desempenharam um papel importante no controle de custos em telefonia, e quando se fala em gestão de gastos nessa área, são eles que geralmente vêm à lembrança. Porém, com os avanços da tecnologia surgem novos sistemas capazes de oferecer vantagens com relação aos tarifadores: atualmente os sistemas de T.E.M. (Telecom Expense Management) dispensam a utilização desses. Mas quais as diferenças?

Tarifadores telefônicos X Sistemas de T.E.M.

Na maioria das vezes, os tarifadores são softwares instalados em computadores ligados ao PABX usados para gerenciar todas as ligações internas e externas dos ramais. Eles capturam informações como durações das chamadas, número discado e calcula os custos das ligações. Geralmente, os tarifadores fornecem relatórios ou gráficos que resumem essas atividades, separando os gastos por ramais ou departamentos, por exemplo.  

Já os sistemas de T.E.M. costumam gerenciar as telecomunicações corporativas de maneira mais ampla. Enquanto os tarifadores se baseiam apenas nos bilhetes gerados pela central telefônica, os sistemas de T.E.M. têm como referência principal as faturas das operadoras, portanto seus dados estão sempre aderentes às cobranças de fato. Além de fornecer os relatórios de um sistema de tarifação, eles avaliam se os planos utilizados estão de acordo com as necessidades de consumo, audita as faturas e controla todo ciclo de custos de telecom, evitando cobranças indevidas ou multas por atraso de pagamento.

É preciso acompanhar a tecnologia!

O tempo em que era preciso se preocupar apenas com ligações telefônicas de aparelhos fixos já passou. No mundo globalizado atual, em que estamos cercados de tecnologia por todos os lados, muita coisa mudou. A internet, que já modificou o panorama das comunicações, está cada vez mais móvel e presente em todos os dispositivos. O gerenciamento de custos em telecom precisa acompanhar essas mudanças.

Os sistemas de T.E.M. fazem o inventário dos ativos da empresa, como linhas, modens e dispositivos – sejam eles móveis ou não. Com o uso de vários aparelhos, inclusive pessoais (clique aqui e saiba mais sobre BYOD) e também de vários serviços e planos diferentes de telecomunicações, o software responsável por organizar tudo isso precisa ser muito mais “inteligente” que os tarifadores convencionais, e essa é a proposta dos sistemas de T.E.M.

E então? Sua empresa está preparada para as mudanças?

TWM - Telecom Web Manager

Comentários

Comente você também