• Entre em contato conosco: +55 (11) 4111-1353
Acompanhe-nos!

Fbiz quer se concentrar em campanhas que atinjam mais de 1 milhão de pessoas

A época de lançar uma campanha de mobile marketing só pelo seu caráter inovador está chegando ao fim, pelo menos para a Fbiz. A agência digital agora quer focar em projetos que alcancem os celulares de mais de 1 milhão de pessoas. Isso começa a se tornar possível por três razões: o crescimento da penetração de smartphones, o surgimento de planos de dados acessíveis para clientes pré-pagos e, consequentemente, o aumento da oferta de inventário de publicidade em sites móveis, lista Marcelo Castelo, sócio-diretor da Fbiz. O custo para se anunciar em sites móveis está cada vez mais próximo daquele da web. Há casos de portais móveis em que o custo por mil impressões (CPM) caiu de R$ 80 para R$ 10 ao longo dos últimos 24 meses. "Não adianta fazer um projeto e não ter onde veicular. Agora temos. Houve uma explosão do inventário móvel e o preço caiu muito", afirma Castelo. A média de cliques (CTR, na sigla em inglês) de banners móveis, porém, ainda é mais alto que na web, girando em torno de 1% no Brasil, contra 0,1% na web tradicional. Para o executivo, o mobile marketing no País passou os últimos anos focado mais em produção do que na própria publicidade. Muitos projetos, embora inovadores, atingiram grupos pequenos de consumidores, às vezes algo entre 1 mil ou 2 mil pessoas. Para conduzir a Fbiz nessa nova fase do mobile marketing brasileiro, a empresa contratou a executiva Cristiane Higashi, que já trabalhou na Okto, na Spring Wireless e na Gemalto. Cristiane assume como diretora de mobilidade. WPP Há duas semanas, os sócios da Fbiz anunciaram a venda de 70% da empresa para a WPP, grupo internacional que reúne algumas das maiores agências de publicidade do mundo. O valor do negócio não foi revelado. Os sócios fundadores mantiveram sob seu controle 30% das ações e, como parte do acordo, exigiram que a Fbiz siga operando de maneira independente. Fonte: Teletime

TWM - Telecom Web Manager

Comentários

Comente você também